Pensamentos

A única maneira de ter um amigo é sendo um.
(Ralph Waldo Emerson)

Segundo jejum de Daniel

sexta-feira, 26 de agosto de 2011



Daniel 10.2-3 : 
Naqueles dias eu, Daniel, estive triste por três semanas.Alimento desejável não comi, nem carne nem vinho entraram na minha boca, nem me ungi com ungüento, até que se cumpriram as três semanas.
Não podemos afirmar que depois de sua chegada À Babilônia, Daniel nunca comeu carne; de acordo com o relato de Daniel 10.2-3, muito tempo depois do primeiro jejum,  Daniel jejuoou por três semanas, abstendo-se de manjar desejável, carne e vinho.
Ora, se Daniel, desde sua chegada na Babilônia passaria a alimentar-se somente de água e legumes, porque anos depois ele jejuaria de carne e manjares ?

Uma análise coerente do texto, nos leva ao consentimento de que ele comeu sim tais elementos, pois não faria sentido ele descrever essa restrição alimentar (manjares e carne) se ele NUNCA os tivesse comido.

Ainda analisando essa passagem de Daniel 10.2-3, fica claro que ele não comeu MANJARES DESEJÁVEIS, e só Daniel poderia definir o que era desejável à ele, o que se aplica também a nós, na definição dos manjares desejáveis.

Logicamente que a combinação dos dois jejuns é válida (jejuar por 21 dias, comendo somente legumes e água), como já fizemos em preparação para um Revisão de Vidas, não significando que jejuar de manjares e carne não seja biblicamente legítimo, FATO COMPROVADO POR TEXTO JÁ CITADO.

Devemos tomar cuidado com os rótulos, como o de afirmar que o único jejum de Daniel válido é o primeiro ou o segundo, até porque entre esses dois, existem outros jejuns citados, sendo estes os dois mais conhecidos.

 Pr. Rafael Sales

0 comentários:

Receba atualizações por e-mail

 

Copyright © Vivendo o IDE All Rights Reserved • Design by Dzignine
best suvaudi suvinfiniti suv